Resenha: Viagem ao fim da noite

Caros leitores, colocando a mão dentro da Cartola Cultural, e remexendo o seu fundo mágico, o que saiu essa semana foi um clássico francês, a antítese de Marcel Proust, escrita por um cara bem polêmico, que se tornou maldito no mundo das letras e tal impopularidade prejudicou a apreciação de sua obra, que por muito tempo ficou escanteada, no ostracismo e, por vezes, injustamente depreciada.

O livro em questão é “Viagem ao fim da noite”, de Louis-Ferdinand Céline.

+ VEJA O ARTIGO COMPLETO

Deixe um comentário!